O mês do Carnaval é um mês onde as energias se afloram cada vez mais, trazendo desalinhamento no chacra kundalini de cada um, colocando ali o florescimento de um passado bem próximo, onde deixavam se perder pelo oferecimento dos corpos, pelas nudezes trazendo seríssimas consequências espirituais e materiais aos irmãos que invigilantes estão. Tudo isso, é fator crucial para os desencarnes coletivos, embriaguez e os vícios em bebidas, tabacos e drogas.

A alegria sempre foi inerente ao homem, o livre-arbítrio também. A espiritualidade pede para que não se envolvam nesses sentimentos tristes de pessoas vazias que, em sua pobre cabeça, só tem o oferecimento do corpo para que tenham momentos rápidos de prazer. Eles deixam se envolver com um, com outro, criando assim carmas gigantescos e enormes buracos energéticos no perispírito, causando doenças, desarranjos e tristezas.

Vigie sempre seus pensamentos e se sintonize aos ensinamentos do Cristo para que essas energias não adentrem seu lar. É por meio dessas baixas vibrações, que os espíritos presos à matéria, mesmo desencarnados há tempos, trazem os tormentos para a vida do encarnado. Esses espíritos precisam das energias materiais, causando, assim, um processo obsessivo muito cruel aos que estão invigilantes, se perdendo e nem mesmo percebendo.

 Até mesmo do lado de cá, sabedores de vampiros que estão sugando suas energias vitais a todo preço e custo, se juntam aos irmãos das sombras que saem em carreatas e cortejos, como se saem atrás de trios elétricos, fomentando a falsa alegria e se influenciando. Alguns se materializam no meio da multidão para poder ali ensinuar a bebedeiras dos invigilantes, o uso de entorpecentes, o oferecimento do corpo físico. Passam horas, e até mesmo, dias sem perceber que são joguetes nas mãos desses espíritos cruéis que querem simplesmente saciar os vícios e as vontades de outras vidas. Estes também viveram oferecendo o corpo físico para que pudesse se conectar ao pobre espírito. Ainda, não conseguindo se desprender, são lançados aos vales do sexo, das drogas, conforme a afinidade. Na Pátria Espiritual, apesar de terem a oportunidade de se regenerarem e estarem vigilantes, conseguem contaminar os invigilantes na orbe (Plano Material) em que estão, tornando-os escravos sexuais. Para poderem se satisfazer, oferecem bebidas e tragos em cigarros e drogas, fazendo com que o encarnado não se sinta culpado e quando se der por si, não saiba quem é, e nem como aconteceu.

 Alegria sim, balburdia não!

Para ter alegria na alma, basta fazer tudo com muito amor, com muita verdade. Não use os maus exemplos em sua vida; exemplos daqueles que às vezes estão na mídia televisiva, radiofônica ou na internet. Quando você tem uma visão espiritual do todo, acaba tendo discernimento. É careta dizer estar cheio de alegria sem estar entorpecido, mas aqueles que um dia ouviram os ensinamentos do Cristo e os colocam em prática, dificilmente cairão nas armadilhas das sombras, pois elas jamais perderão tempo com os que estão vigilantes.

 Infelizmente, muitos irmãos se adentram num grupo para poder se sobressair com brincadeiras e sentimentos pobres, vexatórios, não pensando também que estes têm um pai, uma mãe, um irmão, filho e que jamais iria permitir colocar tais situações aos entes vossos, se esquecendo também que todos são feitos à imagem e semelhança de Deus.

 Não podemos fazer pouco caso para aqueles que, de certa forma, não conhecemos. Para Deus, para o Cristo e Nossa Senhora, todas as almas são válidas, todas as almas têm a sua valorização porque estão em seu desenvolvimento intelectual superior de luz para que possam afastar qualquer tristeza e, com isso, atenuar os carmas acarretados de outras vidas.

 A necessidade do espírito, quando está na Terra, é de evoluir fundamentado no sentimento do amor do Cristo. Jamais coloque à frente o critério de humilhação ou, até mesmo, de autoconhecimento, menosprezando seja lá quem for, pois se você pensa que é sábio, se acha que é o conhecedor, jamais vai se sobrepor seja lá a quem for. Muitos que vêm aqui (no TEMS) procurar os Irmãos Espirituais, jamais ouvirão da boca desses espíritos qualquer julgamento, qualquer um que seja. Pedimos apenas que cuidem da vibração em seus lares, cuidem dos filhos, cuidem das crianças. Não deixem que se percam nas madrugadas, pois a vigilância quando se foge aos olhos, é um prato cheio para as sombras. Cuidem do bem mais importante que foi confiado a você: sua família.

O mal não precisa tocar, não precisa ver, basta apenas conectar-se. É por isso que muitos dizem para que se tenha cuidado com a vibração que emana a quem for. Não guarde raiva, não guarde rancor, pois esses sentimentos vão te destruir, trazendo doenças, desequilíbrios tanto para você quanto a quem recebe essa energia. O sentimento do amor nunca é ruim, nunca te trará mazelas, sempre trará a oportunidade de criar e, com essa cura, poder ajudar os irmãos que estão ao seu lado.

A energia do Carnaval não tem a mesma energia do amor ou da felicidade. É claro que você pode aproveitar, mas com sabedoria e responsabilidade. No fundo do seu coração, você sentirá a vibração. Você consegue sentir quais são os locais onde a vibração é ruim. Você sente os locais onde não há uma prece, não há o sentimento do amor, mas muitos deixam se levar pelas ondas, entrando em situações desagradáveis, vexatórias, prostíbulos, traições, bebedeiras e, com isso, se ofertam às sombras.

Cuidem de suas vibrações e saibam que jamais estarão sozinhos, sempre haverá um amigo espiritual para cuidar de você. Mas os mesmos que cuidam, também respeitam o livre-arbítrio e a vontade de cada um.

Mensagem Psicofonada pelo Irmão Espiritual Preto Velho Zé Preto



Texto: Amanda Pimentel

Revisão: Rose Odone

Deixe uma resposta