SLAVA SARA KALI

Homenagem à padroeira cigana Santa Sara Kali

A Slava de Santa Sara Kali é realizada no Santuário dedicado à Santa, uma homenagem do Templo Espiritual Maria Santíssima. É a principal comemoração religiosa que o TEMS realiza. Uma tradição do povo cigano em tributo à sua Padroeira. Durante o evento são realizadas algumas cerimônias especiais com o objetivo do fortalecimento da fé.

"Ser cigano é viver em liberdade, é respeitar a vida e tudo o que ela proporciona, é respeitar as suas tradições e sua cultura."

Nossa Slava é feita sob a orientação do Cigano Espiritual Don Carlos Ramirez e sua companheira Cigana Esmeralda.
Dois dias de muita união, alegria e gratidão, que trazem toda a vibração necessária para alimentar a esperança e a fé. Uma festa familiar na qual todas as gerações se integram e os costumes são respeitados.

A Slava é feita todo terceiro final de semana do mês de maio.

DEVIDO A PANDEMIA DO COVID-19, A DATA ESTÁ AGUARDANDO DEFINIÇÃO

Reunirá peregrinos da Terra e do Céu; e algumas cerimônias são guardadas para estes dias:

A ENTRADA SOLENE
DE SANTA SARA

Na abertura do evento é descerrada a Bandeira Brasileira e tocado o Hino Nacional. Durante a execução os peregrinos colocam a mão sob o peito em sinal de respeito e em seguida todos entoam o Hino de Santa Sara Kali.

O Dirigente do TEMS, Gilberto Rissato, e a sensitiva Renata Nunes passam por um corredor humano com a imagem de Sara Kali para ser colocada na Gruta que leva o Seu nome. As pessoas abanam lenços coloridos para reverenciar Santa Sara e depois formam filas adentrando a Gruta, para agradecê-la pelas graças recebidas, fazem pedidos e louvores, depositam um lenço sobre o seu busto. Os lenços são uma demonstração de fé do povo para a única Santa Cigana no mundo.

OS LENÇOS DE SARA KALI

De acordo com o costume cigano, cada cor de lenço tem um significado, conheça cada um deles:

Amarelo e dourado

Louvores e agradecimentos por uma vitória alcançada, prosperidade e abertura dos caminhos

Azul

Proteção, luz espiritual, poder intuitivo e filhos

Branco

Paz de espírito, casamento, gratidão e harmonia

LILÁS

Carinho, amor correspondido, transformações e combate aos vícios

Púrpura

Traz prestígio e sucesso profissional

Rosa

Amor, compaixão, equilíbrio e maternidade

Verde

Saúde, cura, vitalidade e bens adquiridos

VISITAÇÃO À GRUTA

Inaugurada no dia 22 de março de 2015, a Gruta foi construída pelo TEMS para homenagear Santa Sara Kali.

Ela fica nas dependências do Santuário Sara Kali. Em seu interior encontram-se pedras e cristais que canalizam energias curadoras do corpo e da alma, uma fonte que jorra água cristalina diretamente de uma rocha extraída do próprio local, e a imagem de Sara Kali que está sob um altar construído com a mesma pedra.

No chão está desenhada uma Mandala Egípcia com 06 Luas e um Olho de Hórus no qual o visitante pode pisar descalço e do alto receberá toda a energia de cura e equilíbrio direto de um Cristal que fica acima da Mandala.

Durante o evento, a Gruta é aberta a todos os visitantes para orar e fazer seus agradecimentos!

A PEREGRINAÇÃO

A peregrinação é um momento de devoção. Os peregrinos levam em suas mãos velas acesas para que os caminhos sejam iluminados. A chama das velas reflete a busca da paz e da força necessárias para que, no decorrer do ano, alcancem todos os seus propósitos materiais e espirituais.

A peregrinação segue ladeada de tochas acesas, que são seguramente levadas por homens e mulheres.

Em cada passo, uma trajetória de lutas e vitórias demonstram que a vida é uma longa jornada para se chegar à plenitude. À frente, a Cigana Espiritual Esmeralda segue ao lado do Cigano Espiritual Don Carlos Ramirez que, pela mediunidade, jogam flores no cortejo de Sara Kali, que é levada num andor pelos sensitivos do TEMS.

As Bandeiras Cigana e do Brasil também são levadas em respeito ao povo cigano e a cultura do país, e todo o percurso é acompanhado ordenadamente pelos conselheiros da Casa, anciãos, crianças e demais peregrinos.

A peregrinação é uma experiência muito pessoal e com intensas emoções de agradecimentos estampadas no olhar e nos gestos das pessoas.

MANDALA CIGANA

A Mandala Cigana, também denominada Mandala Egípcia, é um dos principais elementos da Slava. No Santuário, ela é desenhada na terra. Sua vibração mexe com os sentidos humanos que, aos poucos, são revelados. Assim, no sentido visual, pode-se observar o Olho de Hórus, dois triângulos sobrepostos e seis luas.

O Olho de Hórus traz força, segurança e saúde. É o olho que tudo vê. Os triângulos representam a estrela de Davi, um escudo de proteção. As luas simbolizam a abertura dos portais espirituais, pelos quais os Espíritos de Deus vêm até nós.

A mandala, universalmente, é o símbolo da integração, harmonia e a busca pela paz interior. É utilizada como instrumento de concentração e estados meditativos, sendo assim, são feitas 07 voltas na Mandala Cigana para meditar e se concentrar no passado, presente e futuro, mentalizando todos as soluções de seus problemas com a observação de nossos ancestrais.

Um grupo de voluntários do Templo representa os guardiões que seguem adiante dos sacerdotes do ritual. Seus movimentos têm o sentido de canalizar os pedidos da terra para os céus e vice-versa.

O Dirigente do Templo Espiritual Maria Santíssima, Gilberto Rissato, e a sensitiva, Renata Nunes, representam os Sacerdotes do Ritual que abrem os portais. A chave é figurada pela tocha de fogo. Quando o Portal é aberto, os Espíritos de Deus se comunicam com cada um dos presentes. É um momento de forte conexão espiritual e amplificação dos nossos sentidos onde as carroças espirituais dos peregrinos do Céu iluminam o caminho de cada peregrino da Terra para desenvolver a sabedoria da alma e fortalecer a fé. A Mandala Cigana é uma etapa essencial para trazer maior clareza sobre os pedidos que serão realizados e elevados aos céus na Cerimônia seguinte, a Cerimônia da Fogueira.

A FOGUEIRA

A fogueira já é tradição em nossas Slavas. Esse costume foi trazido pelo povo cigano e é um momento muito aguardado.

A primeira fogueira é acesa no sábado e as ciganas bailam em torno dela sob a coordenação da Cigana Espiritual Esmeralda, pela mediunidade de Renata Nunes, fazendo gestos místicos com as mãos e com as saias para darem as boas vindas aos convidados materiais e espirituais.

A energia das mãos sublimam os pedidos das pessoas e o balançar da saia demonstram o movimento que a vida precisa ter para que os objetivos sejam alcançados.

O Cigano Espiritual Don Carlos Ramirez, pela mediunidade de Gilberto Rissato, acende a fogueira e explica que o fogo purifica e renova. A fogueira cigana é um portal no qual os Espíritos iluminados adentram a comemoração. A chama traz a iluminação e o despertar das consciências.

No encerramento da Slava outra fogueira é acesa, as ciganas bailam novamente em torno dela e, desta vez, seu objetivo é elevar todos os pedidos aos céus e agradecer aos peregrinos do céu e da terra pela presença na Slava de Santa Sara. Em seguida, todos dão 07 voltas em torno da fogueira refletindo sobre o ciclo de vida que somam-se as últimas 07 reencarnações.

A Cigana Espiritual Esmeralda ainda explica que “as voltas da fogueira são para que, através da força da lua e dos 4 elementos fundamentais - fogo, ar, terra e água, em uma só vibração, consigam irradiar a abertura dos caminhos, sorte, amor, prosperidade, saúde, fortuna e equilíbrio dentro das famílias e do trabalho.”

MIRANTE SARA KALI

Na Slava realizada em 2018 foi inaugurado um Mirante na colina mais alta do Santuário Sara Kali. No topo da colina foi construído um Cálice que representa o Santo Graal, nele está instalada a estátua de 7 metros de Sara Kali. Sua cor dourada representa a riqueza em todas as áreas da vida, pois por onde a Santa Sara passa, ela deixa a prosperidade.

Ao visitá-la, as pessoas fazem todo tipo de agradecimento, são mulheres que conseguiram engravidar, pessoas que se curaram, famílias restituídas, entre muitos outros casos em que somente pelo poder da fé seria possível realizar. Do alto da montanha podemos vislumbrar o poder de Deus, pois a belíssima paisagem natural reflete a bondade do Criador em nos amparar todos os dias.

Você que é devoto de Sara Kali venha demonstrar a sua fé na Slava que homenageia a Santa Cigana de todos nós. Ela acontece uma vez ao ano, no terceiro sábado e domingo do mês de maio no Santuário de Santa Sara Kali, que fica localizado em Pouso Alegre/MG.

TENDA DAS FRUTAS

A mesa de frutas além de ser uma oferta espiritual, é também um ritual que os ciganos costumam fazer, no nosso caso, ao final da Slava, em vários rituais usam frutas e cada uma com sua representação:

Maçã

Felicidade e amor

Pêra

Saúde

Carambola

Trabalho e firmeza nos negócios

Goiaba

Tranquilidade e paz

Uva

Prosperidade

Romã

Espiritualidade e fertilidade

Ameixa

Progresso

NÊSPERA

Saúde e resistência

Pêssego

Equilíbrio pessoal

Laranja/Limão

Afasta energias negativas

Damasco

Sensualidade

Morango

Amor

MANRÔ

Você já ouviu falar sobre o Manrô? Seu significado é o corpo de Cristo. O pão redondo é servido nas festas de comemoração da Padroeira do povo cigano, Sara Kali. A cultura cigana acredita que, para os caminhos serem abertos, é necessário que realize o corte do pão com as mãos, e cada um pegue um pedaço com as mãos e coma. A ideia inicial é de não usar facas para que seja apenas você quem vai abrir seus caminhos.

É colocado no pão o sal, simbolizando a vida, a alma e a relação de Deus com os religiosos. O pão é colocado dentro de uma tenda, onde é enfeitada com muitos lenços coloridos ao lado da imagem da Santa Sara Kali. É cravada uma vela azul representando Sara Kali no meio do pão. Ela tem a função de abençoar a união das famílias, propagar a prosperidade e atrair espíritos de luz, e, por isso fica acesa durante toda a festa, para iluminar os caminhos de todos os devotos. As pessoas vão até a mesa e mergulham o pão no sal, fazendo suas orações.

PROGRAMAÇÃO

SÁBADO

  • Abertura com o "Hino Nacional Brasileiro"
  • Entrada da imagem de Sara Kali
  • Subida dos peregrinos ao Mirante de Sara Kali
  • Cerimônia de abertura da "Mandala Egipcia"
  • Abertura das tendas das frutas e pão cigano
  • Encerramento

DOMINGO

  • Início das barracas de alimentação e loja
  • Dança livre, apresentação artística, leitura de baralho com as tarólogas
  • Cerimônia de encerramento com a “Fogueira Cigana”
  • Encerramento

ORIENTAÇÕES GERAIS

Estrutura

Todo o evento será preparado para receber os peregrinos. A estrutura vai conter restaurante, barracas de comida, banheiros, fraldários, estacionamento, etc. Haverá uma equipe de seguranças e equipe médica disponível para eventuais acidentes. Barracas para alimentação, bebidas (não alcoólicas), acessórios e roupas ciganas estarão disponíveis para a venda.

Estacionamento

O Santuário Sara Kali possui estacionamento e manobrista no local no valor de R$10,00 por dia.

O que não é permitido

Para que a festa seja boa para todos, algumas restrições são necessárias. Não é permitido o uso de bebidas alcoólicas, drogas, camisa de time, máquinas fotográficas profissionais (somente com autorização da administração).

HOSPEDAGEM

Sugestões de reserva para hospedagem em hotéis:

Pouso Alegre/MG
(Próximos ao Santuário Sara Kali)

Hotel Padrão Telefone
Zi Exigente (35) 3427-3380
GranLago Econômico (35) 3025-9100
Arlen Econômico (35) 3422-9033
Ferraz Econômico (35) 3449-2045
Zé Maria Econômico (35) 3423-5322
Fernandão Econômico (35) 3443-2010

São Paulo - Capital
(Próximos ao Templo Espiritual Maria Santíssima)

Hotel Padrão Telefone
Casa Verde Econômico (11) 3222-3121
Village Econômico (11) 3229-5999
Ibis SP Expo Médio (11) 3393-7300
Panamby Exigente (11) 3103-0500

Mais informações

Fale com nossa Central de Atendimentos e tire todas as suas dúvidas.

COMO CHEGAR

DE CARRO

O Santuário de Sara Kali fica na Estrada Municipal dos Ferreiras, Bairro dos Ferreiras, próximo à Rodovia Fernão Dias - KM 865 em Pouso Alegre/MG.

Você pode também fazer o uso dos aplicativos de GPS Google Maps e Waze para te levar até o Santuário ou seguir nossas orientações:

Se você estiver em São Paulo, entre na rodovia Fernão Dias no sentido Belo Horizonte. Em Mairiporã passará pelo primeiro pedágio. Até o Santuário teremos mais dois. Depois de passar pela divisa de São Paulo e Minas Gerais, rodará 85 KM e assim que passar pelo posto da Polícia Federal você estará próximo ao KM 865, fique atento!

No KM 865, você sairá à direita. Saindo do KM 865 você já vai observar uma placa que indica “vire à direita.” Você já estará na Estrada Municipal dos Ferreiras, a partir de então é só seguir as placas. Do início da estrada até o Santuário, você percorrerá 6 KM. É importante estar atento às lombadas e às curvas. Em pequenas bifurcações é só seguir as placas de indicação. A estrada é muito tranquila e bonita!

Em determinado momento da estrada, fique atento! Há um rio ao lado direito e depois encontrará uma leve subida. Quando passar em frente ao posto de saúde, é sinal de que já está bem próximo ao Santuário. E percorrendo por mais ou menos 1 KM você chegará ao destino final. Entre e aproveite as boas energias deste lugar.

CONHEÇA MAIS SOBRE