Os Irmãos Espirituais sempre nos dizem que a nossa missão nesta Terra é nos curar, o que significa curar a nossa alma e as relações com as pessoas mais próximas de nós, principalmente nossos familiares. Mas como podemos fazer isso de um jeito leve e ainda sermos felizes e realizados? Devemos mudar o nosso olhar e nosso comportamento?

Separamos mensagens de quatro entidades, que trabalham na Casa de Maria, relacionadas ao tema para que você compreenda melhor como as coisas funcionam e dessa forma consiga mudar sua forma de agir, desenvolver a sua missão com destreza e harmonizar a sua família.

O Irmão Espiritual José Roberto Alonso diz que o caminho para cumprir com a nossa missão é simples e acessível, basta darmos atenção ao que alimenta nossa alma com amor, cuidar do corpo e prezar, principalmente, os momentos de alimentação com a nossa família. Confira todas as dicas e as explicações trazidas no dia 2 de maio de 2019:

“Para manter a estabilidade emocional e racional é necessário conhecer a fisiologia do ser humano, da alma e as nossas necessidades. A alma se alimenta de amor, esperança, de bondade e caridade, de amizade e convivência, de lealdade, e o que a faz feliz é o bem estar em que vive e a fortalece animando a vida, por estas razões simples que muitas vezes não cuidamos em manter.

A nossa saúde no corpo físico, ela depende do estado vibracional com que a gente vive, o ambiente onde a gente vive. Nós sempre falamos sobre o ar que respiramos em primeiro lugar; o ar que se respira é a convivência com quem você convive, e como você convive com quem você está.

Essa convivência que precisa ser ali trabalhada normalmente em família. A família tem que estar ali unida, porque já se uniram antes de reencarnar para acertar algumas coisas, alguns pontos de vista e dentro do respeito mútuo que a família precisa ter, cada um respeitar os pensamentos que tem ali. Mas manter a unidade: família. Pensamentos diferentes não podem separar uma família consanguínea, porque vem aí todo um processo de preparo da encarnação de cada um para se ajudarem mutuamente e com isso evoluírem; cuidar da vibração do lar, uma prece, uma boa conversa, compartilhar as tarefas, dividir as tarefas do lar, ajudando e respeitando-se mutuamente. Isso mantém a boa energia no lar, isso mantém o ambiente saudável.

O que faz cada um querer voltar para sua casa é justamente a ambiência boa que tem dentro do lar. Os que viajam bastante, os que tem que trabalhar fora; o que faz com que ele queira voltar para casa é a ambiência que ele cria de afinidade, de amor, de convivência; a saudade… A saudade que dá do lar é o que faz com que essa boa energia vá mantendo a união, a alegria e cada um vai entendendo os porquês do seu trabalho, das horas de trabalho de cada um, do ambiente que deve ser respeitado.

Quando falamos sobre a alimentação, preste atenção que as famílias que se alimentam juntas, são as famílias mais fortes. É só olhar no contexto geral de todos os reinos, dos reinos: vegetal, prestem atenção ao reino animal, prestem atenção às colmeias, às alcateias, às matilhas, elas se alimentam juntas. 

Quando o ser humano cuida da alimentação familiar, todos participando, (até mesmo do feitio da alimentação) isso vai criando um elo inquebrantável da família. O alimento torna-se mais saudável, porque todos compartilham do que cada um pode fazer, para que depois todos sentem-se à mesa e ali se alimentando vai também alimentando os elos que os mantém unidos.

Os casais que se separam raramente se alimentaram juntos; os filhos que se separam dos pais, raramente se alimentaram juntos. Não se criou um elo de união, esse gesto mais sublime que é alimentar o corpo, porque o alimento não é somente uma prática de sustentação física, mas principalmente da sustentação vibracional necessária para a subsistência vibracional, energética, alegre da vida em cada um.

Por que a tristeza cria doenças? Por causa da solidão. A solidão faz isso. Quando o ambiente é cuidado, zelado para que não haja desunião, principalmente na hora da alimentação, evita-se todos esses problemas: como a tristeza, a depressão, evita o medo de viver, o medo da vida. 

Quando vocês pensarem e começarem a fazer isso em família, junte a família. Todos fazem isso em confraternizações. Em toda confraternização o que é que mais tem? Comida. O alimento. Principalmente quando cada um contribui com alguma coisa, coloca ali também a vibração pessoal e familiar. A família contribui com a união de todos.

Nós vemos muitas famílias, muitos pais e muitas mães que choram e lamentam os desvios de conduta de seus filhos, mas verifiquem quantas vezes sentaram-se à mesa? Quantas vezes ajudaram no feitio da comida? Todos esses problemas de drogas, alcoolismo, prostituição infanto-juvenil acabariam, porque a família não é um peso; não é um peso nem para os jovens, nem para as crianças, nem para os adultos, quando com sabedoria se consegue manter. 

O alimento une as famílias, sejam elas como forem. Por isso que todos devem se reunir à mesa, não apenas nas datas comemorativas para que possam comer, beber, rir, confraternizar-se; mas essa confraternização familiar é o que vai defender vocês de muitas doenças psicossomáticas, essas doenças que somatizam no corpo: no fígado, no intestino, é o que gera o diabetes, o câncer. Todas essas anomalias são geradas, prestem atenção, nas pessoas que se afastam e se escondem; por isso sentar-se à mesa é extremamente saudável para a saúde geral. Aqueles que assim o fazem não ficam doentes; ficam doentes aqueles que são sempre solitários. Dá para se combater a solidão, dá para se combater esses males.

Entendam os passos: Família feliz, respiração saudável, ar leve, força espiritual, consequentemente, saúde. Porque a comida… sabendo-se da importância dos nutrientes, sabendo que cada alimento tem a ver com os nossos órgãos quando estamos encarnados; até mesmo milhões e milhões de desencarnados necessitam desses alimentos onde eles estão. No mundo espiritual também precisam se alimentar e o primeiro alimento é a alegria, cuidar das amizades, zelar para evitar doenças, evitar influências malignas. Não haverá obsessão, não haverá suicídio, aborto, abandono, quando cada família se cuidar como família, se cuidar como pede Nosso Senhor: amando uns aos outros.”

A Cigana Espiritual Monique Valdez pede pede para termos um olhar mais atencioso com nossas ações e percepções. Traz esperança ao mostrar a solução para lidarmos com os desafios que aparecem no dia a dia e dentro de nossa família. Aprenda como aplicar em sua vida os conselhos trazidos no dia 6 de agosto de 2019: 

“Importante sempre compreender vossas missões. Compreender os desígnios de Deus para vossas vidas. Muito importante sempre observar quem está contigo a caminhar. As pessoas são colocadas umas na vida das outras, justamente para se harmonizarem. Por isso é muito importante valorizar a família, não somente a família de sangue, mas aquela que te acolhe, aquela que aceita caminhar contigo, porque ali estão espíritos afins. Oportunidades que estão sendo dadas para poder corrigir os erros do passado. Mas somente o amor, somente a resignação diante dos males é que vai fazer com que essas boas convivências possam também trazer um aprendizado muito grande. É muito importante cuidar da família.

Percebam sempre como estão e como está o ambiente de teu lar. Como estão as energias do ambiente onde tu vives. Como estão os vossos pensamentos. O que tu estás a pensar daquele que está junto de vós. Compreendendo os desígnios de Deus para vossas vidas, vão se acalmando diante dos desafios, diante das personalidades, muitas vezes difíceis de se conviver, mas se estão ali é porque se tem algo um com outro a aprender. O Cristo sempre reunia os afins, mesmo que quem estava ali junto não tinha ligação sanguínea, mas tinha a afinidade, uma grande família. Sempre o Cristo convidou todos a se unirem em oração, principalmente os que estavam vivendo no mesmo teto para não perder a oportunidade que foi dada. Percebam o amor que se tem um para com os outros. A falta dessa percepção é que traz os dissabores, nas pequenas adversidades que precisam ser trabalhadas para prevalecer o amor. 

Diante das dificuldades façam sempre suas orações e lembrem da vibração de Nossa Senhora em vossos lares. Muitas são as influências maléficas que quer fazer com que a família venha a se perder. Muitas energias, muitas influências fazendo com que as pessoas em vossos lares fiquem despercebidas. O tempo vai passando, os filhos vão crescendo e o mundo cada vez mais influenciado pelo mundo do mal; porque quando a família é dissipada se perde o ponto de referência para o espírito. Então, prestem atenção, como cada um de vós está a conduzir a vossa família. Mesmo que tu não estás à frente, tu podes fazer a tua parte para poder harmonizar, para poder unir, para poder resgatar acima de tudo o bom sentimento, a boa vibração.

Muitos não querem nada fazer, porque julgam que tudo está perdido. Nada está perdido, quando se vive sob a vibração do Cristo e de Nossa Senhora. Tudo tem o momento, porque todas as oportunidades estão sendo dadas para que haja o fortalecimento do amor e das afinidades. Mesmo que hoje a dor está no meio de vós, perturbando vossas vidas, por incompreensões, por mágoas, pelos erros, questões mal resolvidas; então é importante que quem quiser reunir, unir, agrupar, restaurar a família começar a fazer tua parte. Tire as mágoas de vossos corações e perdoe… perdoe a incompreensão da ignorância alheia. Não sejas tu o reflexo negativo do outro; sejas tu o bem que tu queres mudar em tua vida e na vida dos teus. Faça tua parte. O amor com verdade, mas comece hoje, não deixe para amanhã para tu não lamentares depois. 

Quando o tempo passar, o ciclo se encerrar, tu vais se perguntar: “o que é que eu fiz?” A tua consciência vai te mostrar. ‘Nada eu fiz para poder o outro, que estando próximo de mim ajudar.’ Muitas vezes sente-se no coração uma necessidade muito grande de fazer caridade, do outro ajudar. Quantas obras de caridade existem? Quantas casas, pela permissão do Cristo e de Nossa Senhora? Aí tu ficas a olhar: ‘que belo gesto que aquelas pessoas estão a fazer, eu vou lá também ajudar.’ Muito importante é um gesto a favor do outro, mas a caridade começa dentro de teu lar. Tu podes muitos ajudar, mas se tu não se ajudar e não ajudar quem está próximo de ti, quem caminha junto de ti todos os dias, não tem valia, porque o outro distante ti vais fazer. Porque a verdadeira caridade começa dentro de teu lar, porque é ali que tu vais se fortalecer, porque é ali que tu vais compreender as adversidades, as contrariedades que tu precisas resolver para tu se preparar para o outro poder ajudar. O outro que está um pouquinho distante de vós. 

Não deixes para amanhã e comece agora. Se tu tens uma adversidade dentro de teu lar, faça uma oração, peça a Nossa Senhora que te dê força, que te dê discernimento para tu poder compreender o porquê; o porquê daquela diversidade. Assim tu vais se acalmar, e tu vais enxergar o outro como um espírito reencarnado que também precisa evoluir, que também precisa aprender. E se estão juntos no mesmo teto, numa convivência íntima é porque precisam se harmonizar. Então não desprezem as oportunidades de tu evoluir compreendendo os que estão próximos de vós. Faça a tua parte mesmo que o outro não consiga ainda te compreender, mas a tua mudança, firmada no amor do Cristo vai trazer harmonia, porque as adversidades existem porque foram formadas, foram construídas em períodos de intolerâncias, de ignorâncias que hoje não pertencem mais a vós.

O momento agora é de harmonizar-se. Harmonizem-se no bem e construam-se numa vida saudável, começando do teu lar. Façam as vossas orações, todos os dias, mas aquela oração aonde tu vais unir a família. Não percam a oportunidade. Convide a todos a orar também. Só tu que vais ganhar. O reflexo do outro também vai mudar, diante das tuas atitudes. Então não perca teu tempo. Faça a tua parte. A força tu vais ter, porque é o bem que tu queres fazer, sempre o bem; a caridade em vós, para aqueles que caminham juntos também possam compreender que este exercício de amor ao próximo, só vai trazer luz para o teu espírito.”

O Cigano Espiritual Don Carlos Ramirez nos fala da justiça de Deus e das oportunidades que nos são dadas ao longo da nossa vida terrena. Ele ressalta a importância de nos aceitar, nos melhorar e de cuidar com amorosidade das relações familiares, pois é dessa forma que você irá desenvolver melhor o seu trabalho, será mais próspero e feliz. Compreenda melhor com a mensagem trazida no dia 26 de junho de 2019:

“Deus dá oportunidade a todos de igual forma. Deus não dá o frio sem que você tenha um agasalho adequado para você suportar. Deus não coloca um peso nos seus ombros, sem que você não consiga carregar. Deus não castiga você por questões religiosas ou outras razões, porque os homens assim dizem. 

A vida, ela, te oferece chances e quando você reencarna você está desenvolvendo o seu plano de vida. Tudo o que está enfrentando e que te dá medo é o novo. Tudo o que é instinto é o velho que há em você das encarnações. E tudo que envolve a sua vida e a sua família são os compromissos que você tem. Por isso que não se pode maldizer essas companhias familiares ou as pessoas que fazem parte de nós, fazem parte da escolha da nossa vida, mas procurar viver em paz. Se não conseguir viver em paz, procure um caminho diferente, mas em paz. 

O amor tem que ser verdadeiro para poder sustentar uma relação familiar, assim como o trabalho que vai se desenvolver que tem a ver com as bases que te sustentam. Por que é que o cigano se preocupa tanto com a família dele? Das raízes principais? Por isso sempre falamos a todos: vocês já conversaram com seus avós? Vocês conversam com seus pais? Vocês são amigos dos seus irmãos? Não adianta fazer de conta que a inimizade não existe dentro desse campo, porque essas vibrações é que vão somar em você a personalidade que você precisa desenvolver, para que a sua vida dê certo do jeito que você sonha ter. Para você não ficar assim ascensionando e caindo, subindo e descendo, ganhando e perdendo.

O compromisso maior que você reencarna está dentro da sua casa, dentro dessa conjunção familiar. Quanto mais entendimento tiver disso, mais paz você vai ter para desenvolver a sua criatividade e usar tudo que aprendeu, que estudou; sabendo que os seus pés estão seguros porque a família dá a segurança para você sustentar qualquer coisa que queira fazer. Para isso o desdobramento nessa convivência com a família. 

Procure resolver essas coisas em você. Procure resolver os seus relacionamentos pessoais. Procure viver em paz com eles. Se não deu certo um casamento, não saia com mágoa, nem com raiva; agradeça e siga a sua vida. Se não deu certo acertar nessa vida, não aumente o problema. A raiva só aumenta as consequências. Você pode deixar para a próxima vida e continuar trabalhando, aprendendo e se desenvolvendo diante das coisas que você quer, mas tudo tem que ser resolvido e tudo será resolvido para você continuar a aprender. Aprender a lidar com todas as situações que a vida tem a oferecer.

Sempre que você tiver qualquer dúvida, faça sempre uma prece antes e procure sentir as vibrações das coisas que você quer assim resolver. Se aquilo te traz uma angústia muito grande, se prepara melhor, há alguma falha ali; seja no relacionamento, seja saúde, seja trabalho, não importa. Todos os seres humanos possuem instinto muito forte, instinto de defesa. Tudo aquilo que vem de vibração e que compromete a sua segurança vem um alerta de dentro para que você possa se preparar melhor, não fugir dos compromissos, mas se preparar melhor para resolver. A pressa é inimiga, mas você não pode usar isso como desculpa na morosidade e ir deixando, enrolando, passando o tempo. Quem administra o seu tempo é você, e você deve saber aproveitar bem esse tempo, ter sabedoria para trabalhar esses sentidos em você.

Os que desenvolvem essa intuição previnem-se e tomam as decisões mais acertadas em tudo que for fazer. Todas as coisas que for fazer quem dá a receita é o Cristo, Ele diz: “Misericórdia, quero! Misericórdia, quero!” 

Vocês estão neste mundo, mas vocês não são deste mundo. Todos vocês estão de passagem, e todos passarão. Alguma coisa na alma todo mundo tem que cuidar, porque é para o campo da alma que todo mundo retornará. Qualquer coisa que você tenha, você tem que saber usar bem. Você tem que saber cuidar daquilo que lhe foi confiado e nunca menosprezar, não menosprezar nada: conhecimento, riqueza, saúde, os bens materiais que lhes são dados, algum compromisso você tem. Nada é dado só para te provar, se você domina ou não domina. Tudo tem objetivos próprios.

Lembre-se: você reencarna com tudo que você precisa ter, ser, para você melhorar; nunca para piorar. Você nunca reencarna para piorar, em nenhuma das situações, por mais difícil que possa parecer. Ninguém nasce para piorar a vida que está tendo, ninguém. Deus é Amor! Deus é o amor eterno. É o amor vivo, o amor de verdade que movimenta a vida de todo mundo. Então por esse amor e por esse conhecimento não lamente o que você está enfrentando, aprenda. Não se culpe pelos erros, melhore. Você vai desenvolver melhor o seu trabalho, se você desenvolver melhor a sua família. É sempre assim. São as bases do lar que dão as vibrações, as energias para você trabalhar; mas se você não cuida do lar, o seu trabalho não prospera como você imagina.  O trabalho não é fuga, o trabalho é complemento. E tem que ser complemento em você, para você. Quanto mais você se ama, mais você se cuida, mais feliz você vai ser, mais próspero você vai ser, porque você está se vendo, se cuidando; e cuidando de onde estão seus pés: a família que você tem. Esse é o ponto principal.”

O Irmão Espiritual Caboclo Guaraci nos fala a importância da resiliência e da perseverança dentro da sua família, da sua missão, tomando como exemplo São José. Segundo ele, devemos nos manter firmes pois estamos sendo sempre amparados. Acompanhe a mensagem trazida em 19 de março de 2018: 

“Na energia de São José, a energia que protege as famílias, os filhos, onde São José carpinteiro, simples e humilde soube entender a missão quando viu Maria já esperando a chegada do grande Espírito, sentiu algo diferente para desistir da missão e da família, mas ninguém nessa terra está desamparado. O Pai grande, Deus, os Anjos, os Arcanjos, os Querubins, espíritos que já venceram a si mesmos cuidam de todos; e se fez presente ali o grande Espírito orientando o homem José para cumprir a missão.

Assim se fez na paciência e na fé. Venceu a si mesmo e hoje ele é o grande defensor, protetor das famílias. Famílias estas que estão enfrentando o ataque dos dragões, as trevas invertendo os valores éticos, morais e espirituais de uma forma que os componentes: os pais, os filhos não perceberam e não estão percebendo a grande influência negativa para destruir a família. 

A grande missão de um espírito está na família. A primeira missão está na família, com ele mesmo; e por onde começa a família, fiotada? Pelo ventre materno, aí vêm as energias para confundir os sentimentos, os desejos de ser aquilo ou outro achando que Deus erra na Sua criação. Não! O Pai grande, Deus, não erra na criação; e quem pede as provas para passar são os espíritos reencarnantes. Diante dos erros do passado, aí a misericórdia de Deus vem e atua através do amor no ventre materno, e o que faz aqueles que querem acabar com a família? Bagunça a cabeça dos jovens, dos adultos. Exemplo: São José, pai de Jesus, compreendeu a missão, cuidou de Jesus quando curumim, criança, mas teve a humildade de entender a missão e hoje abre teu coração, faça tua rogativa para essa grande energia não sair da sua casa, porque ela está na sua casa e na sua vida.

São José, Anjos, Arcanjos, Querubins que venceram a si mesmos, anjo do Pai grande e hoje eles atuam na terra para ajudar a todos. Quanto mais luz, mais humildade e mais trabalho.

Imagina, fiotada, o tanto que Jesus, Oxalá, trabalha para ajudar a todos, e é nesta energia que nós vamos ajudar todos a superar os medos, os anseios, as intrigas, as maledicências, as fofocas e as doenças. Doenças da alma, doença do corpo nós tiramos. Nós ajudamos a enxergar o caminho, mas para enxergar o caminho aberto precisa querer, precisa se esforçar e às vezes para vencer a si mesmos como os anjos, os arcanjos venceram os anseios da alma, precisa tirar a dor, a mágoa do coração e vencer os vícios. Oração e vigilância. Força da natureza. Banhos de limpezas. Velas para queimar os males. Oração para iluminar a cabeça e o coração e a conduta reta. 

Tu és capaz de pegar na mão de Deus? Tu és capaz de falar: ‘São José, pegue na minha mão, me tira dessa lama.’ Tu és capaz de falar aos espíritos de Deus desta Casa: ‘Me ajuda, Caboclo!’ ‘Me ajuda, Baiano!’ ‘Me ajuda, Cigano!’ ‘Me ajuda, Sr. Doutor!’ Se és capaz, testemunha a tua capacidade, na prática, melhorando todos os dias.”

5 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta