No dia 15 de setembro comemoramos o dia de Nossa Senhora das Dores. Essa data é uma celebração da Igreja Católica, que faz devoção a um dos vários títulos que Maria Santíssima recebeu ao longo da história.

Esta representação em particular refere-se às sete dores que Nossa Senhora sofreu ao longo de sua vida terrestre, principalmente nos momentos da Paixão de Cristo, quando Maria sente a dor do sacrifício de seu filho e da perda pelo consequente desencarne dele. As sete dores são:

  1. A profecia de Simeão sobre Jesus (Lucas, 2, 34-35);
  2. A fuga da Sagrada Família para o Egito (Mateus, 2, 13-21);
  3. O desaparecimento do Menino Jesus durante três dias (Lucas, 2, 41-51);
  4. O encontro de Maria e Jesus a caminho do Calvário (Lucas, 23, 27-31);
  5. O sofrimento e morte de Jesus na cruz (João, 19, 25-27);
  6. Maria recebe o corpo do filho tirado da cruz (Mateus, 27, 55-61);
  7. O sepultamento do corpo do filho no Santo Sepulcro (Lucas, 23, 55-56).

Maria é simbolizada neste ícone mariano pelo semblante de sofrimento, caracterizando todas as dores que ela sofreu. E neste dia, ao relembrarmos tudo que Ela passou, agradecemos e deixamos a nossa admiração por tamanha dedicação e proteção que ofereceu ao Seu filho, Cristo Jesus, e por continuar constantemente à serviço da luz, sendo um exemplo de benevolência e misericórdia.

Faça a sua oração e sinta o acalento em seu coração. Rogue à Nossa Senhora para que interceda por todas as nossas necessidades. Salve Jesus, Salve Maria Santíssima!

Deixe uma resposta