O Irmão Espiritual Baiano Zé da Estrada nos trouxe uma importante mensagem em 30 de janeiro de 2017, na qual ele relata a influência de irmãos espirituais das sombras em nossa vida, em como eles podem interferir negativamente nela para que não prosperemos. Você já sentiu a presença desses seres? Está com dificuldades dentro de casa e em suas relações? Aprenda, a seguir, como se livrar dessas companhias espirituais.

“Sob o olhar do meu Senhor e a Divina presença de Nossa Senhora do mar se abram os trabalhos para vos ajudar a entender sua dor, os problemas que você vive e entender a orientação que você recebe e que às vezes não se dá conta o que tem que fazer.

Muitos não conseguem captar a presença de espíritos em sua vida. Às vezes, você está com uma doença ou com mal-estar que nunca passa. Às vezes, você vai fazer consulta por aí e as pessoas falam que tem um encosto, ou que fizeram algum trabalho para você; que sua vida está amarrada, que as coisas não dão certo por causa disso. Mas o que você precisa apenas saber é que, existe sim a influência de espíritos na sua vida porque às vezes, não é você que está doente, quando você está muito mal, quando está com a cabeça pesada, dor nas costas, dor no corpo, indisposição, só pensa em dormir, não consegue se levantar, não consegue ter ânimo, não consegue fazer as coisas, começa, para; não vai continuar, está sempre parando.

Ora, talvez a sua ignorância não permita saber que às vezes é o espírito… e cem por cento das vezes, (eu posso afirmar) são espíritos doentes que ficam encostados em você; que se deita contigo, deita na sua cama, te acompanha e passa todo esse mal-estar a você. Às vezes, você acorda e os seus olhos não querem abrir. Você está num estado de exaustão tão grande que você fica se perguntando: “de onde vem isso? De onde vem toda essa canseira? De onde vem essas doenças todas? Mas por que logo comigo?” Aí você vai ao médico, você faz exames e o médico fala que você está com problemas de varizes ou fala que seu problema é hipertensão; ou fala que o seu problema é depressão e taca-lhe remédio. Taca-lhe remédio para você ver se melhora e às vezes você fica lesado. Eles dão remédio para você ficar lesado; para você ficar ali sem sentir dor, mas sem vontade, sem disposição ou então lhe dão estimulantes, energéticos para você ficar elétrico, para você fazer as coisas apenas por impulso desses remédios. Só que muita gente não sabe que esses espíritos doentes, utilizam desses medicamentos também para sentirem o que você está sentindo. Passarem para você o que estão sentindo.

Às vezes, você não percebe que está com uma companhia espiritual atormentada. Quando tem alguém atormentado, quando você fica atormentado, por mais que você diz: “Mas eu rezo o dia inteiro, eu faço prece.” Às vezes, a prece, ela sai pela boca, mas ela não está sendo sentida por você. Você está sem força na palavra ou você está fazendo uma prece pensando em qualquer outra coisa; ou fazendo a prece decorada; aí a prece não tem força.

Nosso Senhor diz que quando você for fazer uma prece, recolha-se no seu interior, se isole, reflita. Antes de você começar a fazer uma oração, faça seu silêncio interior. Essas vozes que vocês ouvem, essas coisas que perturbam a cabeça, os pensamentos são espíritos presentes falando com vocês. “Ah, não adianta nada rezar. Ah, de que adianta fazer isso daí? Não vai resolver o problema. Ah, eles pedem para fazer banho, mas não vai resolver o problema, nem vou fazer.”

Ora, eu digo que: o espírito desencarnado que está lhe influenciando, lhe dominando os pensamentos e os sentimentos, ele vai lhe induzir à preguiça, à ociosidade e à revolta. Esses casos de possessão é quando o espírito passa a viver no seu corpo. Ele passa a induzir você a beber, a fumar, a usar droga, orgias, desejos sexuais insaciáveis. Você passa a agir como um hospedeiro. Você tem um hóspede no seu corpo, e o espírito passa a usar o seu corpo para satisfazer a vontade dele.

Pare um pouquinho e pense. Às vezes você não consegue nem pensar, às vezes você não consegue nem manter uma linha de raciocínio e você já logo se distrai com outra coisa. Você mal começa a fazer qualquer tarefa e você já para e já diz: “Ah, não vai virar nada, não vai acontecer nada.”

Esses espíritos, eles agem como se estivessem encarnados. Eles vivem às custas das suas fraquezas. Às vezes, é muito difícil para você procurar ajuda numa casa espírita, ir a uma igreja, torna-se quase impossível. Você quase nem tem forças para sair de casa; você marca de sair, chega no dia de vir, você não consegue levantar da cama, acontece tanto problema dentro de casa, eles atrasam o ônibus, quebram ônibus, o seu carro não pega, você vai procurar seu documento e não acha, vai procurar às vezes sua bolsa ou alguma coisa dentro da bolsa você não acha; eles escondem as coisas dentro da sua casa. Às vezes, você pergunta: “Sumiu tal coisa, sumiu chave, sumiu dinheiro, sumiu documento…” Somem. Eles fazem sumir as coisas dentro da sua casa e fazem você perder o seu grau de visão, o seu grau de atenção e, às vezes, as coisas estão ali na sua frente e você não vê. Quantas vezes você já olhou em cima da sua mesa, olhou e não viu; não viu nada. São eles que colocam uma venda no seu olho e você não percebe. Eles não querem que você enxergue aquilo. Não querem que você faça o que vai fazer ele se afastar de você.

Quando você faz um banho… essas ervas que são utilizadas, presta atenção, que até os animais fazem isso. Pode pegar qualquer animal, qualquer gato, cachorro, qualquer bicho, solta ele na natureza… o instinto dele sabe qual é a planta medicinal que ele precisa; se ele está com problema de estômago, está com infecção ele vai procurar uma raiz, ele sabe o que está procurando, é o seu instinto. Essas plantas medicinais são tão boas para te ajudar a resolver seus problemas. O que são os banhos senão essa junção dessas plantas medicinais a fim de tirar essas vibrações de você, essa energia de você? Quando você faz um banho, você corta essa ligação, você tira esses miasmas.

Miasmas é uma gosma que esses espíritos têm que colocar em você para tirar sua energia, e eles espalham isso pelo seu corpo; principalmente ombros, o peito, para você sentir cansaço. Dá dez passos e está cansado. Você sobe três, quatro degraus você está morto de cansado. Você carrega um peso nas costas, que até começa a andar envergado; começa a lhe doer o pescoço, dor de cabeça permanente. São essas formas… esses miasmas, essas gosmas que eles têm, porque é onde eles habitam, é nesses vales sombrios que eles habitam, que está muito junto aqui na esfera material.

Quando o espírito fala: Você precisa tomar um banho 7 dias seguidos para poder tirar isso, porque em um banho só, não consegue. E preste atenção, quando você faz um banho e faz direitinho, você sai dali, você sente que o peso está saindo das suas costas.

Você percebe que alguma coisa começa a melhorar, só que esse espírito obsessor, ele não vai desistir não, ele vai continuar tentando fazer você esquecer no dia seguinte, de você fazer de novo, ou ele vai querer te ocupar. Ocupar sua cabeça. Ele faz você perder a hora para você sair atrasada ao seu compromisso, para não dar o tempo de você fazer o seu banho de limpeza, para você ir ao seu local de trabalho, na sua pesquisa de trabalho, ou vai resolver algum problema, não consegue resolver; mas também não consegue deixar você fazer esse banho, para dar continuidade à sua limpeza.

A mesma coisa em relação à sua casa. Às vezes, você entra na sua casa, você sente essa vibração pesada. Tem muita briga dentro de casa, muita discussão. E às vezes, os pais, ou então os próprios filhos, eles esquecem onde estão, e descarrega aquele caminhão de palavrões, de ofensas um ao outro, não enxergam mais nada. Só que quem não conhece, não percebe que tudo aquilo são ondas que vão ficando coladas ali nas paredes. Aí cada dia você fica mais desgostoso, mais infeliz ali dentro, com menos  vontade de ficar dentro da sua casa, mais desgosto. Aí o espírito fala: Olhe, o problema está dentro da sua casa. Os obsessores estão entrando a hora que querem na sua casa; eles entram pela porta ou pela janela, eles não atravessam parede. O obsessor não consegue atravessar parede, mas ele entra pela porta te acompanhando. Por isso que não se deve deixar a porta aberta de qualquer jeito. Por isso que quando está esse tempo nebuloso, de chuva principalmente, essas tempestades eles ficam apavorados; eles morrem de medo de tempestades. Primeira porta que eles veem aberta, eles entram. E vão se esconder, às vezes, debaixo da tua cama; se escondem no seu guarda-roupa; escondem-se atrás dos móveis. Principalmente quem deixa, nessas casas com cantos, ali, bota o armário de canto, deixa aquele espaço vazio.

Aí, às vezes você vem na Casa aqui, e o espírito fala: precisa limpar a sua casa. Sua casa está cheia de lembranças ruins. É bom que você passe uma tinta nova em sua casa, aí as pessoas falam: “Onde já se viu, o espírito mandou eu pintar a minha casa. Eu fui porque eu estou com problema de briga, de relacionamento, de doença em casa e o espírito mandou eu pintar minha casa, olha que loucura.” É porque o espírito sabe que seu problema não é físico, é espiritual de espíritos perversos, ignorantes que ficam ali naquela casa perturbando você. Aí você fala: “eu não consigo dormir, estou com insônia; eu não consigo dormir. Rolo para um lado, rolo para o outro; levanto, deito; deito, levanto.” E o espírito deitado lá na sua cama, quando você deita, você sente o incômodo. Você começa a sentir dor nas costas, sentir dor na nuca, um peso na nuca que não tem tamanho, só que tem um espírito deitado ali junto contigo e você não percebe. Aí o espírito fala: olha, vira o colchão na sua cama, limpe a sua casa; tem que fazer uma limpeza em seu quarto, limpeza na sua sala, limpeza na entrada, mas coloca uma proteção na sua porta para que o espírito possa reconhecer que a sua casa tem boa vibração. Deixa o Livro Sagrado aberto, pega sua Bíblia e deixa aberta. Procura todo dia ler um trechinho da sua Bíblia, leia uma palavra, uma frase… qualquer coisa. Faça uma prece. Acenda sua vela para seu o Anjo da Guarda; acenda sua vela e faça sua prece com todo o cuidado e respeito, porque o espírito obsessor tem medo, por que? Pela sua prece você atrai os bons espíritos. Então, se tem um guardião ali na sua porta, o obsessor não é besta. Ele vai entrar na sua casa se tem um guarda? Não vai entrar. Ele vai na casa do outro. Ele para de ir na sua casa. O problema é que as pessoas, elas além de não conhecer a presença desses fenômenos em suas vidas, sequer dá um voto de confiança. Coloca-se muita dificuldade de fazer um banho, fazer uma limpeza.

Você sabe que até colocar uma guia, o espírito vê. “Poxa, mas essa guia eu conheço. Eu conheço para que serve então eu não vou mexer com essa gente não. Essa guia é da Falange de Protetor que já me expulsou de muitos lugares. Eu não vou.” Aí o guia fala: coloca uma guia, faz uma prece. Guia não é para você ficar mostrando não. Pode botar ela ali que vai te proteger, porque está ali na representação das falanges que lhes assistem.

Olha coloca lá a imagem do santo que você crê. Coloca a imagem de Santo Antônio, São Bento, Santa Bárbara, faz a prece; pois o espírito ignorante, ele tem medo, ele vai lhe abandonar. A primeira coisa: vai acabar as dores na sua vida. Sabe essa coisa de você acordar e parecer que nunca dormiu? Acorda moído, cansado, aí você fala: “puxa vida segunda-feira, quando chegar na sexta-feira eu estou morto.” Aí você vai arrastando durante a semana. Aí você não produz, seu trabalho não é produtivo. Você não consegue raciocinar, veja que você não consegue resolver os problemas. Aí o espírito fala: vamos desatar esses nós, porque são espíritos que fazem com que você tenha dificuldade para resolver seus problemas. Então vamos fazer um trabalho, porque esses espíritos são ignorantes. Do mesmo jeito, às vezes, que você tem medo quando você vê uma oferenda na rua, na esquina, na encruzilhada, na beira da mata, na beira do rio, o espírito também tem medo. Porque aquilo, gente, existem dois trabalhos: os que oferecem coisas boas aos seus guias, as oferendas; e aqueles que usam também do mesmo caminho, só que pedem para os maus espíritos. É só você olhar o trabalho. Ao invés de você ter medo, olha o trabalho que você vai saber, se foi feito um trabalho de gratidão ou se foi feito um trabalho de magia negra. O bem e o mal, você tem que ter esse conhecimento.

Então é a mesma coisa quando o espírito fala: olha, vamos fazer um trabalho para desmaterializar isso. Porque os socorristas, gente, eles passam na casa de vocês, recolhem tudo isso e precisa queimar. Quando vocês são convidados a fazer todos esses trabalhos de queima; esses trabalhos que são feitos de limpeza é para que você entre nessa mesma corrente de vibração do bem, para que todos juntos consigam fazer essa limpeza.

Olhe só, tudo isso, se você não souber dessas coisas, você vai continuar tomando remédio sem saber, vai continuar com a sua vida cheia de problemas, aí você vem aqui e fala: “Olha, mas eu estou sozinho e não consigo arrumar ninguém; eu não consigo companhia. Eu estou com um problema para resolver já faz dez anos, não resolve. Eu estou com problema na justiça e não resolve. Minha casa está um inferno, ninguém se entende; é briga e mais briga e mais briga, só discussão. Qualquer coisa é motivo para discórdia.” Se você não souber que o espírito, ele desencarna e continua nesse plano agindo da mesma forma, você não vai saber se defender, você vai continuar fazendo as coisas do seu jeito e vai continuar dando em nada. É o sacrifício, gente. É o sacrifício que te eleva. É o sacrifício que você vai fazer para limpar a sua casa, que vai manter ela limpa. Pergunto: não é difícil lavar roupa? Pega uma roupa suja, não é difícil lavar? É a mesma coisa limpar a alma, é difícil. Porque todas as coisas que você faz te deixa ainda muito revoltado. É a sujeira espiritual que vai impregnando em você. Quando você se coloca a limpar sua casa, a limpar sua alma, sua cabeça começa a funcionar melhor. Você começa a pensar melhor. Você começa a ter uma outra visão sobre a sua vida, sobre tudo que você deseja fazer. E olhe, por mais que você ache ruim, faça o bem; faça o bem.

Que nosso Senhor nos guarde e nos guie!”


*Transcrição: Rose Odone

13 COMENTÁRIOS

  1. Gratidão Hoje foi especial dia maravilhoso com os irmãos. Gratidão estou vibrando Saúde Paz Alegria Amor Respeito Humildade Caridade Simplicidade ao irmãos Espirituais encarnados e desencarnados e pelo Brasil, Governantes, Familiares, Planeta Terra, todos doentes. os que ajudam aos doentes e a Equipe do Dr. Bezerra de Menezes e a Equipe TEMS.

  2. Comecei a ouvir vocês a questão de 1 mês estou maravilhada com os ensinamentos passado diariamente, estou aprendendo muito com todos voces, principalmente em relação a saúde, os banhos, os chás,enfim tudo, gratidão a todos e desejo que a casa cresça a cada dia pois são muitos os necessitados. Vou me programa pra conhecer o Templo assim que terminar essa pandemia lá irei, muito obrigada Meus irmãos Salve Jesus Salve Maria Santissima

  3. Muito obrigada pelos ensinamentos tem me ajudado muito e muito eu acredito e verdade espíritos se estalam na casa da gente se não tomamos providências cada dia vem mais e a situação só se agrava…Orações banhos ..são a solução..obrigada queridos irmãos por nos ajudar tanto nessa caminhada terrena.🙏🌷

  4. Estou maravilhosa com ensinamento que veio tendo, estou com mais de oito meses que não tomo refregerante e quando vou come carne mim sente culpada,eu agora sei mim alementa

  5. Obrigada Baiano Zé da Estrada e a pessoa quem transcreveu, Rose Odone.
    Eu, particularmente, aprendo muito com as histórias trazidas pelo plano espiritual.
    Gratidão, queridos irmãos! Salve Jesus! Salve Maria Santíssima!🙏🏽🌻

  6. Muito bom esse conhecimento. Já convivi muito em casas espíritas, mas esses conhecimentos acabamos esquecendo o quanto os espíritos atormentados influenciam a nossas vidas. Já alguns meses voltei a usar essa mentalidade e usar guias como fonte de proteção. E realmente mudou a minha vida. Gratidão pelo texto e sempre vou ler qdo for necessário.

Deixe uma resposta